A reunião simples e singela de dois ou três em torno de Jesus é mais do que suficiente para ele estar no meio. Não são os rituais, nem o estatuto, nem a nomeação de cargos eclesiásticos que determinam a validação da igreja (congregação), mas o fato de estarem no mesmo espírito que Jesus, com a mesma motivação, com o mesmo amor!

Ouça a mensagem abaixo:

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
200x200

4 comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: