Tenho alma de anarquista
fogos de artifício, pólvora, paixões
você não me conhece
Trago em mim a chama
o perigo, o dragão
trago o que mina, o que explode
a grande subversão

Dentro de mim o que não se doma
que ninguém detém, que nada assusta
o dom
a grande arte da fúria
a fera da sedução

Nisto consiste meu crime
e é o melhor de mim
violenta ternura
força que se irradia e expande feito um gás
que respiramos
e que torna o que fazemos
maior do que o que somos.

Bruna Lombardi
https://www.facebook.com/brunalombardioficial
Extraído do livro “O perigo do dragão”
brunalombardi_f_006

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: