“Correrei então como corria em outro tempo
Pelos prados, pelos bosques e pelos campos:
Ficarás então como em outro tempo,
A salvação mais íntima do mundo.
Depois se contarão os passos
Pelo distante e pelo próximo;
Depois se contará esta vida
Que foi o sonho de cada instante.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: