A verdade observa silenciosa…
Silêncio de morte, pois mata a falácia.
Aperta tão forte que estilhaça.
E te cola tão forte que atordoa.

A verdade é áspera como um cacto,
tão experiente quanto a pele idosa.
É fato que ela machuca os despreparados?
Ou será que só fere os ruidosos?

A verdade ronda todas minhas frestas,
como aqui é tudo escuro,
você só vai vê-la se for capaz de acender,
uma chama tão forte quanto a que mantém
o brilho dos meus olhos…

CG Barboza
carlosgbf.biologia@hotmail.com
carlos-gomes-barboza

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: