Que a arrogância e a cobiça não nos dominem ao ponto de perdermos de vista a generosidade e a humildade.
Que as pessoas ao nosso redor jamais sejam vistas como “meio” através do qual alcançaremos o nosso sucesso pessoal.
Que a fé que nos habita jamais morra diante das maldades que enfrentamos todos os dias.
Que a vida e a morte não nos sejam um problema, visto que cada uma cumpre seu papel de nos trazer consciência das oportunidades e da temporariedade de tais oportunidades.
Que Deus não seja confundido com os que se dizem representá-lo e ao mesmo tempo vivem odiando, mentindo, manipulando e roubando os outros em nome da fé.
Que saibamos confiar no perdão de Deus, pois nossos erros são mais evidentes do que o sol do meio dia.

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
200x200

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: