O meu coração,
Pode crer, é um ótimo partido, embora partido.
Se estou perdida e entediada
Tento abrir o seu portão
Sou maior abandonada.
Que as sobras não me dispersem
Pois elas entristecem.
Com ilusão criamos o nosso amor
Para que no meu mundo, houvesse a ausência da dor;
Acabo de descobrir que o segredo, pode vim disfarçado
Na presença do medo;
E o infinito também me faz pensar
Mas prefiro acreditar
Que não somos capazes de entender
Não fomos programados para isso, apenas crer.

E o medo é fundamental
Com ele sentimos uma ansiedade irracional
Para nos enquadrarmos nesta vida real.

Livia Coelho de Oliveira
livia_coelho_9@hotmail.com
livia-coelho-de-oliveira

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: