Cantam os pássaros na campina orvalhada
Enquanto que o campesino caminha por entre
A relva pensando em sua amada que ainda dorme
sonhando com as delícias do amor da noite passada.

E enquanto que na campina o sol seca as folhas úmidas
pelo gozo da natureza, o campesino relembra seus últimos
suspiros de prazer nos braços da mulher amada que ainda
ressona sentindo os odores do amor praticado na madrugada.

O campesino ouve o cantar dos pássaros, olha a campina
Cheia de vida, sente a brisa fresca que balançam os galhos
das árvores e se lembra dos suspiros de êxtase de sua concubina.

E espera o cair da tarde para abandonar a campina e voltar
Ao seu rancho para novamente poder sonhar com a campina verdejante
e ensolarada onde ele em uma bela tarde, encontrou sua amada.

Marcos Fiorentino
https://www.facebook.com/marcosjornalfiorentino
marcos-fiorentino

1 comentário

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: