Alma porque estás tão apressada
Porque corres assim?
Calma esse tempo logo passa
E você volta a sorrir

Calma
Não precisa sucumbir
Calma
Não precisa sucumbir

Alma não se esqueça da história
De que o mundo é uma roda
Que consola o coração

Calma jogue o tormento fora
Fite os olhos na aurora
Que surgiu na imensidão

Calma jogue o tormento fora
Fite os olhos na aurora
Que surgiu na imensidão

 

Calebe Freitas
kalebefreitas@hotmail.com
calebe

2 comentários

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: