Ir para conteúdo
Anúncios

Quando a vida diz sim à vida

Se por algum capricho
Ou por compromisso
Por algum feitiço
Ou por artifício
Ou sem nada disso
Mesmo assim!
A vida diz  à vida  que sim.

Com muita  estranheza
Sem muita clareza
Sem a ter a certeza
Que será a pobreza
A sentar-se à mesa
Mesmo assim!
A vida diz à vida que sim

Se  estou preocupado
Em  ser o culpado
E estou ocupado
Em não mudar de lado
E não estar errado
Mesmo assim!
A vida diz à vida que sim

Eu sou competente
Em ficar contente
Em ser sobrevivente
Em  ser resistente
E ir tocando em frente

É  assim,
Que eu digo à vida que sim

“A crise tá tão feia
Que até as rimas
Empobreceram o poema”

Célia Marli
ondaaaa@hotmail.com
celia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: