foco sua foto
viajo na história
sopra a memória
o prazer que ‘inda não dei

trato seu retrato
meu tapete mágico,
em mil e uma noites
que nem sei

se esta é minha hora
se esta é sua história
não tenho oratória
desta vez

vou deitar na rede
tenho muita sede
quero me servir
dos lábios seus

e esta é sua hora
é a minha história
invento mil desculpas
vim só ver você

Carlos Francisco Freixo
cfreixs@gmail.com
Extraído do Livro: “Minha Hora Plena”
carlos_freixo

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: