Quem possui mais de 30 anos de idade faz parte de uma geração de transição, ou seja, que participou de um mundo sem redes sociais, sem conexão online, sem jogos virtuais e viu surgir um novo mundo diante dos seus olhos, viu o advento de uma revolução tecnológica que mudou completamente o cotidiano das pessoas, trazendo pra perto aquilo que estava longe, recebendo cotidianamente uma enxurrada de informações praticamente sobre tudo e sobre todos.

São pessoas que já brincaram de rodar peão, jogar cartas, bater figurinhas, pular cordas, desenharam com giz no chão alguns retângulos e pularam amarelinha, e fizeram tantas outras coisas típicas de um mundo cuja interação não passava por uma tela, coisas essas que estão em fase de extinção, infelizmente.

Ao passar pelo blog Conversa Diversa tive a alegria de ler sobre “Redes Sociais e Relações Humanas” e assisti um vídeo que nos dá uma noção dos desafios dessas novas mídias, desse novo mundo, fazendo projeção à realidade que nos espera, assista:

Rodrigo Campos
Um Caminhante Aprendiz
200x200

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: